domingo, agosto 06, 2006

ELECTRICOS DE LISBOA






Algumas imagens dos electricos da Carris, que depois de sobreviverem à extinção decretada pela modernidade, se converteram em património turístico activo. E a cidade fica mais bonita com estes aôzinhos a rodar sobre carris...

Several recent photographs of Lisbon trams, specially for Peter, waiting for a trip to Lisbon...

Copyright photos by Luís Miguel Correia - 2006

4 comentários:

cinderela-dos-pes-grandes disse...

Adoro eléctricos!... Aquele barulho áspero que fazem ao dar curvas, o ar arejado e alegre, cheios de luz, ao contrário dos autocarros escuros e malcheirosos...
São uma das coisas bonitas de Lisboa!

LUIS MIGUEL CORREIA disse...

Também gosto dos electricos, mas estão muito reduzidos relativamente aos que durante décadas circularam em Lisboa. Foram o principal meio de transporte colectivo ao longo da primeira metade do século XX. Os primeiros autocarros só foram introduzidos nos anos quarenta, para ligarem o Arieiro ao então novo Aeroporto, pois os el´ctriocos acabavam ali no Arieiro...

LMC

Galufi disse...

"Voy en un tranvía, y voy fijándome lentamente, conforme es mi costumbre, en todos los detalles de las personas que van delante de mí. Para mí, los detalles son cosas, voces, frases. Los asientos del tranvía me llevan a regiones distantes, se me multiplican en vidas, realidades, todo. Salgo del tranvía agotado y sonámbulo. He vivido la vida entera." Fernando Pessoa

En Buenos Aires, por las calles, aún están intactas las vías de los tranvías, pasan unas por mi casa. Las últimas líneas que rodaron lo hicieron hasta el domingo 19 de febrero de 1963. Así se extinguieron los tranvías en la ciudad de Buenos Aires, pero no su nostálgico recuerdo. Yo nunca los vi.

LUIS MIGUEL CORREIA disse...

Galufi,

Muito interessante, ler Fernando Pessoa em Castelhano. E que pena já não haver electricos em Buenos Aires. Em Lisboa chegaram a estar condenados, mas acabaram por manter diversas carreiras. O declínio dos electricos de Lisboa começou lentamente em 1945, com a primeira linha de autocarros. Mas durante mais de 50 anos os electricos reinaram em Lisboa. Hoje são um ícone turistico.

LMC