quarta-feira, janeiro 24, 2007

LISBOA LUMINOSA

Há dias em que Lisboa se enche de luz. As velhas casas e edifícios redobram cores encostas abaixo fazendo-nos acreditar que a cidade é eterna, como eterno é o namoro com o Tejo. E o rio torna-se azul a correr para o Atlântico, a abraçar os seus segredos seculares.
Segredos de poetas e marinheiros, segredos de antigos degredados condenados à saudade. Segredos da vitalidade da nossa Lisboa de sempre.
Foi assim no passado dia 23 de Dezembro, tarde em que fiz estas fotografias de Alfama a partir do Jardim do Tabaco. Foi um dia luminoso de segredos azuis...
Texto e fotografias de L. M. Correia - 23 Janeiro 2007

4 comentários:

zeni disse...

A luz é fundamental na minha vida.

O sol, o céu azul. Não me canso de dizer que esta cidade é abençoada. E as águas do Tejo reflectem tão bem essa luz, tornando-a mágica

Sailor Girl disse...

Para sempre Luminoso... e para sempre Azul...

LUIS MIGUEL CORREIA disse...

Zeni,

Luz é energia, e sem energia nada funciona,nem nós mesmos...

LMC

LUIS MIGUEL CORREIA disse...

Sailor Girl,
Também gostava de me sentir sempre luminoso, de mão dada com o azul, desde que este não se tornasse cinzento. Até gosto de cinzento, mas prefiro o azul, alegre, vivo, luminoso, crente na vida e na força das atracções...
Sim, luminos e azul para sempre...