domingo, maio 21, 2006

CAVALOS MARINHOS DA EXPO DE 1940

"Cavalos Marinhos", estátuas de pedra da autoria de António Duarte, construídas em 1940 quando da Exposição do Mundo Português e situados no Jardim da Praça do Império.
Estes cavalos sempre figuraram no meu imaginário de Belém, aos Domingos de manhã, mãos dadas com o meu Pai. E na altura havia patos, que fazem falta, por emprestarem uma maior humanização à paisagem.
Toda a zona onde se construiu o jardim foi conquistada ao Tejo a partir do século XVII, tendo aí existido a Praia do Restelo, mesmo junto aos Jerónimos. A configuração actual da zona data de 1940 e da referida EXPO, a que se acrescentou em 1992 o Centro Cultural de Belém.
Em Belém este espaço sofre uma descontinuidade importante com a linha dos combóios para Cascais, com as avenidas da India e de Brasília e um tráfego rodoviário intenso, que travam a expansão até ao rio. Uma próxima intervenção de fundo na zona deveria passar pelo desnivelamento destas vias para o subsolo.

Fotografias e palavras de LMC - 2006

4 comentários:

cãorafeiro disse...

sempre gostei destes cavalos. ja dos cisnes negros que costumavam nadar no lago, sempre tive medo que me dessem uma bicada.

cãorafeiro disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
cãorafeiro disse...

http://www.boingboing.net/2006/05/19/man_build_90ton_scal.html

LUIS MIGUEL CORREIA disse...

Cão rafeiro,

Obrigado pelo endereço do modelo do navio. Sempre vai havendo gente ainda mais maluca do que eu....

A última geração de cisnes era composta de animais brancos, muito bonitos... Entretanto desapareceram. O que está a dar agora são casinos...

LMC