segunda-feira, julho 03, 2006

EXCLUÍDOS DA BAIXA POMBALINA

Mesmo junto à base da estátua de D. José, na Praça do Comércio, um sem abrigo lê o jornal e com a sua presença protesta. Protesta contra a desigualdade, as diferentes sortes, a vida madrasta, sabe-se lá que mais.

Não temos todos que ser iguais, mas deve haver mínimos aceitáveis em termos de cidadania e coesão social. Imagens como esta deviam ser coisa do passado.

Imagens e texto de Luís Miguel Correia - 2006

4 comentários:

zeni disse...

Os sem-abrigo idosos são os que me tocam mais: numa altura da vida em que deveriam estar a ser bem cuidados e amados, estão a acabar-se nas ruas. Muito triste...

LUIS MIGUEL CORREIA disse...

Este em particular é um homem na casa dos trinta, talvez menos depois de um bom banho.
Muitos dos idosos fogem de outras opções de protecção social que lhes retiram a liberdade.

São todas situações inaceitáveis. O problema em termos gerais chama-se pobreza. O mundo tem os meios de acabar com ela, mas não há interesse real em resolver o problema.

cinderela-dos-pes-grandes disse...

É... e uma pessoa quase sente vergonha da beleza dos monumentos, em alturas como esta!... :(

LUIS MIGUEL CORREIA disse...

Cinderela,
Quaisquer que sejam as razões que levem à exclusão destas pessoas, são sempre inaceitáveis. Muito triste.

LMC